Desenvolvido por: BSIT-BR - Business Solution Information Technology - Brasil
Prefeitura Municipal de Cumari - Goiás
Praça São João Batista nº 01 - Centro - Cumari - Goiás - CEP.: 75.760.000
CNPJ: 01.302.728/0001-30 - E-mail: contato@cumari.go.gov.br/site
Seja bem Vindo ao site da
Prefeitura Municipal de Cumari
Bom dia! Hoje é Segunda-Feira, 29 de Maio de 2017.
04:30:51

Campanha incentiva mulheres a doarem leite materno

Postado em 17/maio/2017


10

Brasil tem a maior rede de bancos de leite do mundo, mas doações suprem apenas 60% da demanda para bebês internados em UTIs

O Ministério da Saúde lançou, nesta terça-feira (16), a campanha Doe Leite Materno, com objetivo de aumentar número de novas doadoras voluntárias e o volume de leite humano coletado e distribuído aos recém nascidos prematuros e de baixo peso.

O Brasil tem a maior e mais complexa rede de bancos de leite do mundo, com 221 unidades e 186 postos de coleta, segundo o ministério. O número de doações, todavia, ainda é baixo, e a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano consegue suprir aproximadamente 60% da demanda para bebês internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) neonatais.

A amamentação é o principal fator de redução da mortalidade infantil, pois diminui a ocorrência de diarreias e infecções, principais causas de morte em recém-nascidos. Estima-se que o aleitamento materno reduza em até 13% a morte de crianças menores de 5 anos por causas preveníveis.

No Brasil, nascem aproximadamente 3 milhões de bebês por ano, e 14% deles são prematuros ou têm baixo peso (menos que 2,5 quilos).

Doadoras

De acordo com o Ministério, toda mulher que amamenta é uma possível doadora de leite humano, desde que esteja saudável e não tome nenhum medicamento que interfira na amamentação.

Não existe quantidade mínima para fazer a doação. Segundo a pasta, um pote de 300 ml pode alimentar até 10 recém-nascidos internados. Por isso, a mulher não precisa se preocupar em encher o pote para fazer a doação. Todo leite doado é analisado, pasteurizado e submetido a rigoroso controle de qualidade pelos Bancos de Leite Humano antes de ser ofertado a uma criança.

Antes da coleta, é aconselhável que a doadora faça higiene pessoal, cubra os cabelos com lenço ou touca, use pano ou máscara sobre o nariz e boca, lave bem as mãos e braços até o cotovelo, com bastante água e sabão. As mamas devem ser lavadas apenas com água e, em seguida, secadas com toalha limpa.

O leite deve ser coletado em local limpo e tranquilo. O leite humano extraído para doação pode ficar no freezer ou no congelador da geladeira por até 10 dias. Nesse período, deverá ser transportado ao banco de leite humano mais próximo da sua casa.

Para doar, basta procurar o banco de leite humano mais próximo ou ligar para o Disque Saúde, no número 136.

Bancos de leite

A estratégia de Bancos de Leites Humano (BLHs) do Brasil, desenvolvida há 32 anos pelo Ministério da Saúde, beneficiou, entre 2009 e 2016, mais de 1,8 milhão de recém-nascidos. Com apoio de mais de 1,3 milhão de mulheres doadoras, a rede coletou aproximadamente 1,4 milhão de litros de leite.

Neste mesmo período, em todo o mundo, mais de 17,8 milhões de mulheres foram assistidas por BLH. Foram mais de 1,5 milhão de litros de leite doados por 1,8 milhão de mulheres doadoras e mais de 1,5 recém-nascidos beneficiados.

A doação de leite humano também representa uma economia de R$ 180 milhões com a diminuição da necessidade de compra de fórmulas artificiais nas maternidades do Sistema Único de Saúde (SUS).

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Saúde, da Agência Brasil e da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano


Recepção: (64) 3440-1140
Praça São João Batista nº 01 - Centro - Cumari - Goiás
CEP.: 75.760.000 - CNPJ: 01.302.728/0001-30 E-mail: contato@cumari.go.gov.br/site